VISITAS

18 de outubro de 2010

(...) se entregou ao vento Sentiu-se livre (...)


"Veio de manhã molhar os pés na primeira onda Ela acordou cedo para saudar o sol, enquanto molhava os pés na beira da praia, sentia um carinho entre os dedos junto a um arrepio na espinha. Era ele. Abriu os braços devagar e se entregou ao vento Sentiu-se livre, fechou os olhos e abraçou a (…)"

(Teatro Mágico)