VISITAS

28 de setembro de 2010

Medo





Sinto medo,
Medo de errar,
Medo de ser perfeita,
Medo de não corresponder às expectativas que depositam em mim,
Medo de não ser compreendida,
Medo de não ser respeitada,
Medo de decepcionar,
Medo de arriscar,
Medo de falhar,
Medo de ser boa,
Medo de ser ruim,
Medo de não ser tão inteligente,
Medo de ser inteligente,
Medo de ser livre,
Medo de ser feliz,
Medo de amar,
Medo de gritar,
Medo de chorar,
Medo de sorrir demais,
Medo de viver...
Penso em todos, me preocupo com todos, mas será que alguém se preocupa comigo?
Quem realmente me vê?
Quem me valoriza de verdade?
Será que alguém reconhece meus esforços?
Alguém percebe as lágrimas que percorrem a minha face?
Será que alguém me ama mesmo?
Será que alguém um dia me amará de verdade?


(Lílian Neves)

Sorria





"Não adianta procurar em alguém motivos para sorrir se você não consegue sorrir sozinho primeiro."

Provérbio Chinês

26 de setembro de 2010

Eu & Você



Fim de tarde, passeando sozinha pelas ruas de Londres à margem do Rio Tâmisa, meu pensamento em você...

O céu cinza, tempo nublado, ar gélido, úmido de chuva, na atmosfera a sensação de tristeza, solidão, coração apertado... Continuo caminhando, cabisbaixa, calçando meus sapatos vermelhos ao som de Elton John...

Imaginando eu e você!

Meus cabelos esvoaçantes, roupas de frio aquecessem meu corpo, mas não o coração; junto com a paisagem bucólica de luzes amarelas, o crepúsculo frio e cinzento londrino, só vejo imagens de nós dois...

Dois jovens sorridentes, andando abraçados, olhares apaixonados, cada visão uma imagem perfeita, digna de um porta-retratos...

Sentados juntos num parque observando a bela paisagem, sonhando o nosso futuro juntos, chega a noite, frio intenso, eu e você, um café a dois... Café com chocolate para aquecer o corpo, nosso coração já aquecido pelo nosso amor.

Caminhamos juntos pela noite escura e fria observando vitrines, pessoas apressadas passam por nós, olhamos para o céu, pequenos flocos de neve começam a cair...

Tu me tomas em teus braços, gira-me, beija-me... Flocos de neve a brincar conosco, me sinto completa contigo.

Vamos para o nosso apartamento, lareira acessa, vinho tinto na taça, beijos de amor... Visto apenas a tua camisa ainda usando meus sapatos vermelho... Pertencemos um ao outro, somos totalmente apaixonados, felicidade plena enche a nossa atmosfera.

Amanhece, ao meu lado apenas a bandeja com o café da manhã e um bilhete. Meu coração fica apertado, sentindo sua falta, querendo-te ao meu lado, a solidão e a tristeza tomam conta de mim...

Saio de casa, vagando solitária pensando em você, no teu cheiro, no teu gosto, no teu amor...

Ao longe, avisto o sorriso mais belo que já vi, uma flor em suas mãos e a uma passagem de trem para nosso final de semana romântico continuar ...

Somente você e eu, eu & você!


(Lílian Neves)

Um que é doce...




“Entre tantos loucos e livres existe um que é doce e que me falta.”

(Alice Ruiz)

Acorde!



“É preciso acordar, mesmo que por um dia apenas durante toda a sua vida, com a consciência de que o mundo não gira ao seu redor... Acreditem, faz um bem danado.”


"Mude seus pensamentos, mude o mundo."



Fotografia

"A fotografia é a poesia da imobilidade: é através da fotografia que os instantes deixam-se ver tal como são."




"O maior erro que cometemos é acreditar no que os outros falam a respeito de nós!"

25 de setembro de 2010

Busca do Amor...


Busco, e não encontro sinto um grande aperto em meu coração... Corro para buscá-lo, mas aonde estás?

Não, por favor, não... Não fujas de mim...

Busco palavras e não as encontro,
Tento agir e não consigo,
Posso apenas admirá-lo ao longe, mas como pode estar tão longe se estás dentro de mim...
Não percebes amor meu,
Cada noite que deito em meu quarto escuro e frio,
Fecho os olhos e fico a pensar em ti,
Busco você em meus sonhos, meus desejos, tudo que mais quero é que estes sonhos se transformem em realidade.

Que você seja meu, e eu sua para sempre.
Simplesmente espero, sim, espero que cada segundo seja eterno ao seu lado, que cada olhar seja o mais profundo e delicado para que me enchas de amor.
Espero que cada momento, cada palavra, cada gesto, seja eternizado em nossas vidas e em nossos corações.
Que cada sonho e desejo se transforme em realidade.
Que o brilho dos nossos olhos seja sempre real e verdadeiro.
Que cada beijo seja sempre doce e cheio de um sincero amor.
E que até mesmo a eternidade seja pouca diante da vontade de sermos felizes.

Sei que os anjos irão tocar para nós, quando finalmente nos rendermos a este belo amor, dançaremos uma linda valsa...
Abraçaras-me forte, me sentirei protegida e acolhida nos braços teus, os nossos corações bateram no mesmo ritmo, e você meu amor, sentirás a felicidade de sentir um amor verdadeiro pela primeira vez.

Não temas... Não fujas
Pois, eu sei que isso acontecerá,
Será inevitável, porque este é o nosso destino,
Foi traçado muito antes de nascermos...
É por isso, que te espero calmamente...
Pois, sei que serás meu, e viveremos felizes por toda a eternidade...
E depois, nós nos transformaremos em uma das mais belas e brilhantes estrelas que há no céu...
E esta estrela serás admirada por outros casais apaixonados, que sonharão viver um dia um amor tão belo quanto o nosso...





(Lílian Neves)

24 de setembro de 2010

Momentos...

"A vida não é a quantidade de vezes que você perde o fôlego. Mas os momentos em que te tiram o fôlego."

 

Caio Fernando Abreu


“Tudo isso dói. Mas eu sei que passa, que se está sendo assim é porque deve ser assim, e virá outro ciclo, depois. Para me dar força, escrevi no espelho do meu quarto: ‘Tá certo que o sonho acabou, mas também não precisa virar pesadelo, não é?’ É o que estou tentando vivenciar. Certo, muitas ilusões dançaram - mas eu me recuso a descrer absolutamente de tudo, eu faço força para manter algumas esperanças acesas, como velas. Também não quero dramatizar e fazer dos problemas reais monstros insolúveis, becos-sem-saída. Nada é muito terrível. Só viver, não é? A barra mesmo é ter que estar vivo e ter que desdobrar, batalhar um jeito qualquer de ficar numa boa. O meu tem sido olhar pra dentro, devagar, ter muito cuidado com cada palavra, com cada movimento, com cada coisa que me ligue ao de fora. Até que os dois ritmos naturalmente se encaixem outra vez e passem a fluir.”
(Caio Fernando Abreu)

Pablo Neruda

"Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o negro sobre o branco e os pontos sobre os “is” em detrimento de um redemoínho de emoções. Justamente as que resgatam o brilho dos olhos, sorrisos dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos." 




(Pablo Neruda)

Na próxima vez seja ainda mais doce...


"Estou sentindo falta de ser beijada, de ser abraçada por alguém, de ter meus cabelos afagados, de compartilhar conversas tarde da noite, mas, de qualquer forma a ausência dessas coisas fará com que da próxima vez seja ainda mais doce."

21 de setembro de 2010

Nos braços teu...

As ondas do mar quebravam mansamente à beira da praia,
Parecia fazer uma canção, exclusiva para nós,
Céu límpido... Azul celeste, o sol alaranjado raiava manhoso...

Eu e você, somente nós, na praia com a natureza viva ao nosso redor,
Sob a sombra de uma árvore, me deitei e você me olhava, contemplava.
Com os olhos cerrados ouvia somente o som das ondas do mar e canto dos pássaros, meus longos cabelos ficavam ainda mais dourados sob os raios de sol.

A brisa refrescante espalhava o perfume dos meus cabelos, enquanto você acariciava-os, embebecia-se de sua fragrância floral.

Meu pescoço nu era delicadamente beijado e acariciado pelos lábios teus... Os beijos percorriam várias partes do meu rosto até encontrar meus lábios cheios de desejo.
Os seus lábios doces e suaves tornaram-se envolventes e calientes.
 
Cheio de desejo parecia querer sugar toda a minha energia, suas mãos másculas e fortes percorriam pelo meu corpo, me desejando, me querendo...

Eu totalmente acolhida por você, totalmente entregue nos braços teu... Braços fortes e protetores, fazendo-me sentir protegida, desejada e querida.

Inclino a cabeça para vê-lo, estás me admirando, com seu olhar forte, penetrante e marcante. Mas este olhar está totalmente diferente de todos os outros que já havia visto...

Neste olhar há algo em especial, brilho, luz, surpresa, encanto... Admiração, desejo, paixão... Enfim, felicidade...!

Você e eu, eu e você, ninguém mais, não há passado, não há futuro, existe somente o presente... Sim, um presente para nós que nos entregamos a essa súbita paixão!

Ainda nos braços teu, sou acariciada por uma bela, perfumada e singela rosa vermelha... Afagada por ti nada temo.

O sol está começando a se pôr... Minha visão é prejudicada pelos raios solares, mas ainda sinto-te em mim... Estou segura...

Então, desperto em minha cama, com os raios de sol atingindo os meus olhos, sou despertada do meu mais belo sonho...  

Olho para o lado e vejo a rosa vermelha perfumada...



(Lílian Neves)

Paixão Platônica

Ele sempre a olhava ficava admirando-a,
Ela tímida, seu rosto enrubescia.
Suas palavras sempre doces e gentis,
Ela sem jeito nada dizia.
Enviava-lhe poemas, frases e cartas de amor,
Ela não podia acreditar que tamanho sentimento pertencia a ela.
Seus olhos azuis fixavam-se nos olhos castanhos dela.
Numa noite de lua cheia, não puderam mais se conter houve uma entrega total, beijos apaixonados, lágrimas de emoção...
O desejo de ambos era somente um, esquecer o mundo lá fora e que o tempo parasse naquela noite.
Ele apaixonado, ela com medo, dividida entre razão e emoção.
A alma machucada, cheia de feridas ainda abertas fez com que ela se acovardasse, abandonasse essa paixão platônica e livre voasse.



(Lílian Neves)

Bonito e Especial



"Você é tão bonito e especial quanto o sol e a chuva acontecendo ao mesmo tempo."

Aonde estou?

 
Procuro e não encontro,
Quando é encontrado já não tenho mais certeza se quero...
Voa cada vez mais distante,
Só não mais distante que minha mente,
Pois esta, está a anos luz daqui,
Cheia de desejos, vontades, necessidades e inquietações
Conhecimento tens de sobra, mas atrapalha.
Porque a razão é mais forte e domina a emoção,
Então a busca continua sempre só,
Lutando contra inimigos, injustiças cometidas e ainda continua protegendo os mais fracos e talvez mais necessitados.
Fere-se sempre, constantemente, porém esconde o sangue, a chaga aberta, mas a cicatriz fica e esta é eterna, porque quando tocada dói, dói muito e traz as lembranças sofridas e tristes, e traz consigo também uma mente confusa tão confusa que sempre se pergunta: ‘Aonde estou’?.


(Lílian Neves)

"(...) Eu preciso indispensavelmente, de muita alegria (...)"

"Acredito que finalmente a menina imatura que morava confortavelmente dentro de mim se foi… cresceu!

Não tolero muito mais o que me faz sofrer, não fico igual a uma boba suportando sofrimento por não acreditar que posso ser feliz em outros lugares, com outras pessoas! Descobri as mudanças e elas me confortam! Não está bom aqui? Corro para onde sei que posso ficar melhor, me afasto com passos firmes, sem olhar para trás, sem arrependimentos e sem pensar como teria sido se tivesse ficado! Não me valorizaram ou tentam me esnobar? Tenho uma mão que balança e que sabe dar tchau com maestria… levanto ela, faço o melhor dos meus acenos e vou embora, nem que para isso eu precise recomeçar tudo e mudar todo o cenário da minha vida!

De uma coisa eu sei, ou melhor, tenho certeza! Nunca mais me maltrato e muito menos aceito o pouco como suficiente!

Eu preciso do excesso…. eu preciso indispensavelmente, de muita alegria - e mudo sim…. como uma camaleoa, até que consiga, de uma vez por todas, me adaptar na vida e encontrar em lugar que seja verdadeiramente confortável, uma pele que seja minha e me caiba!

Até lá, transformações serão inúmeras e muito bem vindas!


(Autor Desconhecido)

Teatro Mágico



"Veio de manhã molhar os pés na primeira onda Ela acordou cedo para saudar o sol, enquanto molhava os pés na beira da praia, sentia um carinho entre os dedos junto a um arrepio na espinha. Era ele. Abriu os braços devagar e se entregou ao vento. Sentiu-se livre, fechou os olhos e abraçou a (...)"

(Teatro Mágico)

Olhos que Brilham!

Ao longe posso ver uma luz, um brilho forte, tão forte que parece o reflexo de um lindo diamante.

Não, não é um diamante, mas sim algo mais valioso,
Muito mais valioso que uma pedra preciosa.

São os olhos, os olhos de alguém apaixonado.

E este tão belo e singelo amor reflete no brilho do olhar,
Transformando este olhar, que brilha cada vez mais forte ao encontrar sua amada.

Palavras são desnecessárias, pois apenas aqueles lindos olhos brilhantes dizem tudo de mais sincero, puro e doce que há no amor.

Sim, meu grande amor venha banhar-se junto de mim nessa luz cristalina que somente os mais belos apaixonados podem ver e sentir, se entregue aos meus braços, ao calor do meu corpo para que juntos nos tornemos um só.

Afinal, de um amor tão belo e sublime nascerá estrelas e estas serão as mais belas e radiantes do céu. E a lua... Somente ela será testemunha de tamanho amor. Não temas venha comigo minha luz, a lua será nossa guia e nos protegerá e assim eternizaremos o nosso puro amor, afinal sou lua, sou tua!




(Lílian Neves)

20 de setembro de 2010

William Shakespeare





"O tempo é algo que não volta atrás. Por isso plante seu jardim e decore a sua alma, ao invés de esperar que algém lhe traga flores..."

William Shakespeare

PACIÊNCIA - Arnaldo Jabor


PACIÊNCIA (Arnaldo Jabor)

Ah! Se vendessem paciência nas farmácias e supermercados muita gente iria gastar boa parte do salário nessa mercadoria tão rara hoje em dia.
Por muito pouco a madame que parece uma "lady" solta palavrões e berros que lembram as antigas "trabalhadoras do cais"...
E o bem comportado executivo? O"cavalheiro" se transforma numa "besta selvagem" no trânsito que ele mesmo ajuda a tumultuar...
Os filhos atrapalham, os idosos incomodam, a voz da vizinha é um tormento, o jeito do chefe é demais para sua cabeça, a esposa virou uma chata, o marido uma "mala sem alça". Aquela velha amiga uma "alça sem mala", o emprego uma tortura, a escola uma chatice.
O cinema se arrasta, o teatro nem pensar, até o passeio virou novela.
Outro dia, vi um jovem reclamando que o banco dele pela internet estava demorando a dar o saldo, eu me lembrei da fila dos bancos e balancei a cabeça, inconformado.
Vi uma moça abrindo um e-mail com um texto maravilhoso e ela deletou sem sequer ler o título, dizendo que era longo demais.
Pobres de nós, meninos e meninas sem paciência, sem tempo para a vida, sem tempo para Deus.
A paciência está em falta no mercado, e pelo jeito, a paciência sintética dos calmantes está cada vez mais em alta.
Pergunte para alguém, que você saiba que é "ansioso demais" onde ele quer chegar? Qual é a finalidade de sua vida?
Surpreenda- se com a falta de metas, com o vago de sua resposta.
E você? Onde você quer chegar? Está correndo tanto para quê? Por quem? Seu coração vai agüentar?
Se você morrer hoje de infarto agudo do miocárdio o mundo vai parar?
A empresa que você trabalha vai acabar? As pessoas que você ama vão parar?
Será que você conseguiu ler até aqui?
Respire... Acalme-se...
O mundo está apenas na sua primeira volta e, com certeza, no final do dia vai completar o seu giro ao redor do sol, com ou sem a sua paciência...


NÃO SOMOS SERES HUMANOS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA ESPIRITUAL...
SOMOS SERES ESPIRITUAIS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA HUMANA...

O Destino decide quem Você encontra na vida... Suas atitudes decidem quem fica.

Eu gosto de pessoas inteligentes...

"Eu gosto de pessoas inteligentes que enxergam o mundo com humor. Tem muitas pessoas em quem eu bato o olho e penso: deve ser legal ser amiga dele.

É gente que não carrega o mundo nas costas, que fala olhando nos olhos, que não se leva tão a sério, que é franca na hora do sim e na hora do não.

É difícil sacar as qualidades de uma pessoa sem antes conhecê-la, mas intuição existe pra isso. Tenho vários amigos que enriquecem minha vida e se encaixam no meu conceito de “pessoas especiais”mas meu coração é espaçoso e está em condições de receber novos inquilinos."




(Martha Medeiros)

14 de setembro de 2010

Cora Carolina



"Não sei... Se a vida é curta ou longa demais pra nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas."

(Cora Carolina)

Presente

"Vivemos num tempo onde nos arrependemos pelo que não fizemos no passado, planejamos constantemente o futuro e nos esquecemos de viver e desfrutar o hoje, o nosso presente!"

(Lílian Neves)

                                   Portanto...



VER / VIVER

13 de setembro de 2010

Como é possível?!!



O tempo vai passando, no calendário os dias, os meses e os anos são sempre atualizados. Mudam-se as estações do ano, muda-se a temperatura, muda-se os governos, muda-se a moda, muda-se a música do momento, tudo muda...


Só o que não muda, é a minha espera por você!



VOCÊ... Como é possível sentir a sua presença se nós ainda não nos conhecemos, como é possível eu saber que há tanta cumplicidade entre nós, como é possível saber que nos divertimos e gostando exageradamente da companhia um do outro, como é possível saber que seu abraço será o mais protetor e caloroso de todos, que seu sorriso será capaz de iluminar meus dias, de afastar todas as tristezas...


Como é possível eu saber que é ao seu lado que para sempre quero estar, que é ao seu lado que quero ver as horas, os dias, os meses e os anos passar...


Como é possível eu sentir saudades de você, saudades da sua companhia, saudades das nossas conversas de horas a fio, das gargalhadas descontraídas... Saudades do seu carinho, do seu amor, da sua admiração...



Como posso sentir tanto a sua falta se eu ainda não sei quem é você, só o que sei é...

Eu espero que você não tarde a chegar... Mas quando chegares; quando nós nos encontrarmos o que vamos dizer será:

Como pude viver tanto tempo sem você?”.



 
 
(Lílian Neves)

Paulo Coelho

“Quando alguém encontra seu caminho precisa ter coragem suficiente para dar passos errados. As decepções, as derrotas, o desânimo são ferramentas que Deus utiliza para mostrar a estrada.”

(Paulo Coelho)

"DEUS NÃO REJEITA UM CORAÇÃO ARREPENDIDO"


"DEUS NÃO REJEITA UM CORAÇÃO ARREPENDIDO"

(Salmos 51:17)

Martha Medeiros - Miss Imperfeita

"Eu não sirvo de exemplo para nada, mas, se você quer saber se isso é possível, me ofereço como piloto de testes.


Sou a Miss Imperfeita, muito prazer. A imperfeita que faz tudo o que precisa fazer, como boa profissional, mãe, filha e mulher que também sou, trabalho todos os dias, ganho minha grana, vou ao supermercado, decido o cardápio das refeições, cuido dos filhos, telefono sempre para minha mãe, procuro minhas amigas, namoro, viajo, vou ao cinema, pago minhas contas, respondo a toneladas de e- mails, faço revisões no dentista, mamografia, caminho meia hora diariamente, compro flores para casa, providencio os consertos domésticos e ainda faço as unhas e depilação! E, entre uma coisa e outra, leio livros. Portanto, sou ocupada, mas não uma workholic.

Por mais disciplinada e responsável que eu seja, aprendi duas coisinhas que operam milagres...

Primeiro: a dizer NÃO.
Segundo: a não sentir um pingo de culpa por dizer NÃO.

Existe a Coca Zero, o Fome Zero, o Recruta Zero. Pois inclua na sua lista a Culpa Zero.
E, se não aprender a delegar, a priorizar e a se divertir, bye-bye vida interessante. Porque vida interessante não é ter a agenda lotada, não é ser sempre politicamente correta, não é topar qualquer projeto por dinheiro, não é atender a todos e criar para si a falsa impressão de ser indispensável.

É ter tempo. Tempo para fazer nada. Tempo para fazer tudo. Tempo para dançar sozinha na sala. Tempo para bisbilhotar uma loja de discos. Tempo para sumir dois dias com seu amor. Três dias... Cinco dias! Tempo para uma massagem.. Tempo para ver a novela. Tempo para receber aquela sua amiga que é consultora de produtos de beleza. Tempo para fazer um trabalho voluntário. Tempo para procurar um abajur novo para seu quarto. Tempo para conhecer outras pessoas.

Voltar a estudar. Tempo, principalmente, para descobrir que você pode ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de existir. Porque nossa existência não é contabilizada por um relógio de ponto ou pela quantidade de memorandos virtuais que atolam nossa caixa postal. Existir, a que será que se destina?

Destina-se a ter o tempo a favor, e não contra.

A mulher moderna anda muito antiga. Acredita que, se não for super, se não for mega, se não for uma executiva ISO 9000, não será bem avaliada. Está tentando provar não-sei-o-quê para não-sei-quem.

Precisa respeitar o mosaico de si mesma, privilegiar cada pedacinho de si.

Se o trabalho é um pedação de sua vida, ótimo! Nada é mais elegante, charmoso e inteligente do que ser independente. Mulher que se sustenta fica muito mais sexy e muito mais livre para ir e vir. Desde que lembre de separar alguns bons momentos da semana para usufruir essa independência, senão é escravidão, a mesma que nos mantinha trancafiadas em casa, espiando a vida pela janela.


Desacelerar tem um custo. Talvez seja preciso esquecer a bolsa Prada, o hotel decorado pelo Philippe Starck e o batom da M.A.C. Mas, se você precisa vender a alma ao diabo para ter tudo isso, francamente, está precisando rever seus valores.

E descobrir que uma bolsa de palha, uma pousadinha rústica à beira-mar e o rosto lavado (ok, esqueça o rosto lavado) podem ser prazeres cinco estrelas e nos dar uma nova perspectiva sobre o que é, afinal, uma vida interessante."


(Martha Medeiros - Jornalista e escritora - (Texto publicado na revista do jornal "O Globo"))

**
 
Decidi publicar este texto da Martha Medeiros, pois eu compartilho da mesma ideia...

No atual mundo no qual vivemos, as pessoas só pensam em consumir, em ter status, a seguir "regras da sociedade", que eu particularmente não entendo... As pequenas coisas, as coisas simples (aliás as melhores coisas da vida) são cafonas, fora de moda, motivo pra sentir vergonha...

Posso ser uma pessoa fora dos padrões (aliás, quem estabeleceu estes padrões???) pois, eu acho que vale muito mais o valor do "ser" do que o "ter", mas infelizmente somos pré-julgados, pré-condenados, pois não temos a roupa de marca, o carro do ano, não passamos as férias em lugares badalados, não saio todos os finais de semana e pior, "você não bebe e nem fuma??!!", tem "x" anos de idade e "ainda mora com os pais e não tem a casa própria?" Como pode não ter, não fazer, não gastar, não comprar...
São sempre os mesmos verbos, TER, FAZER, GASTAR, COMPRAR, PRECISAR, SAIR, AMAR, NAMORAR, CASAR...

Meu Deus, o que há com esse mundo?!

As pessoas usam descontroladamente estes verbos e não conhecem o real significado das palavras, a responsabilidade e o peso delas... Para estas pessoas "corretas, perante à sociedade" tudo é banalizado, tudo é futilidade, tudo é nada... Afinal a essência, o valor, o respeito do ser não existe mais... Infelizmente!!


(Lílian Neves)

Com licença...

 
 
Com licença, mas hoje eu preciso é de um tempinho pra chorar...
 
Deixar que minha alma se desafogue...
 
Que lave e carregue a sujeira acumulada, parada... 
 
Afinal, não dá pra ser feliz todos os dias.
 
Ninguém é forte todos os dias!!





(Lílian Neves)

4 de setembro de 2010

Segunda Chance



Só era possível sentir a solidão, dor, angústia, frio, medo... E tudo ficava cada vez mais escuro, ia-se aprofundando cada vez mais nesse abismo. Uma queda livre e única sensação era o medo, esperança já não existia mais.


Só era possível sentir o corpo em constante queda, ia cada vez mais para as profundezas, o vento era frio, gélido que cortava a pele da triste face, o coração dominado pela amargura, tristeza e solidão...

Tudo em sua volta ficava cada vez mais escuro e sombrio, não havia nenhum controle, apenas a queda para as profundezas, e era rápida e dolorosa - uma dor insuportável.

No entanto, por um único instante lembranças passaram rápidas pela mente... Uma mente totalmente atormentada, conturbada mas que teve segundos de lucidez. Uma criança, uma bela criança que sorria feliz, brincava de bambolê, virava estrela, corria com seus lindos animais de estimação, tinha vários amigos imaginários, e ela ia descobrindo cada pedacinho do mundo em que vivia, encantada com essa oportunidade. Sempre era afagada por um colo terno de amor, era seguro e caloroso, ao seu redor havia olhares e sorrisos encorajadores.

E então a mesma garotinha já estava maior, era bonita, continuava sorridente e sonhadora, agora amava dançar, cantar, pular e continuava a brincar... Pulava repentinamente nas costas do seu irmão mais velho para que ele a girasse fazendo com que ela se sentisse ao ar, voando livre, de braços abertos e olhos cerrados. No colo do seu irmão seu desejo era voar em um céu azul, de nuvens brancas e sentir o vento tocar seu rosto sorridente e angelical...

Agora, o que sentia era o vento de uma queda livre, porém, esta queda a levava para as profundezas, onde tudo era medonho e sombrio, o vento gélido cortava-lhe a face triste, enrugada, amargurada...

Nenhum sorriso nascera ali há tempos...

Foi então que brotaram algumas lágrimas em seus olhos e passaram pelas feridas abertas em sua face, fazendo com que doesse muito mais.

Por um breve instante, em uma última tentativa desesperada ela gritou, um grito vindo das profundezas do seu ser, um grito desesperado e dolorido... Ela clamou por socorro!

Nesse instante, sentiu que seu braço fora agarrado por alguém que a puxava para cima, para fora do abismo sombrio. O vento não era mais gélido, havia uma brisa refrescante, o sol brilhava forte, incapacitando-a de enxergar o seu salvador.

Quando ela foi colocada sob uma grama verde em campo aberto, longe do abismo do qual estivera, ela foi capaz de ver, ainda que com os olhos embaçados pela claridade do sol e das lágrimas de alívio que escorriam por seu rosto, ela pode ver olhos castanhos, um olhar forte, penetrante, profundamente confiáveis e que pareciam enxerga-lhe a alma, este homem também tinha longos cabelos e barbas castanhas.

Ele passou as mãos pela sua face, enxugou suas lágrimas e disse-lhe:

“Sei que agora compreenderás tudo, encontrarás o que realmente lhe pertence, caminharás e serás feliz. Sempre que quiser clame por mim e eu virei. Esta é a sua segunda chance”.

 
(Lílian Neves)

Pe. Fábio de Melo

"Você é quem decide o que vai ser eterno em você, no seu coração. Deus nos dá o dom de eternizar em nós o que vale a pena, e esquecer definitivamente aquilo que não vale... "

 
 
 
 
 
(Pe. Fábio de Melo)

Clarice Lispector

"Mas tenho medo do que é novo e tenho medo de viver o que não entendo. Quero sempre ter a garantia de pelo menos estar pensando que entendo, não sei me entregar à desorientação."







(Clarice Lispector)



Um cometa que passou...




Noite escura
Sem lua, sem estrelas no céu...
Nela alegria
Jovialidade e espontaneidade

Seu caminhar leve pela rua deserta
Seu vestido vermelho sangue
Farfalhando pela brisa forte

No rosto sorriso,
Tranquilidade, leveza...

Mas...

O caminho dela ele cruzou
Não como uma estrela cadente
Mas como um cometa
Veloz e raro

Como se fosse
Um meteoro em chamas
Marcas deixou
Devastação casou,
Feridas provocou
No ápice da paixão à ela abandonou...


Trouxe à tona todo o desejo que numa menina se escondia
E em uma mulher se revelava
Fez com que ela descobrisse o que era ser desejada
Acariciada, se sentiu bela, descobriu a formosura de ser mulher
Com seu toque enlouquecia
Com cobiça à sua pele ele percorria
Mãos hábeis e precisas
Seu perfume - o cheiro da pele
Inebriava, entorpecia


Não havia forças para a negação
Lascivos beijos de desejo, de amor
Entrega absoluta e total
Olhares profundos, admiráveis
Encantada mais e mais ficava

Do dia para noite tudo transformado
Medo em coragem
Insegurança em certeza
Desconfiança em confiança
Desejo em querer mais

Tão rápido quanto à passagem de um cometa
Ele era um meteoro
Ele passou e se foi...
E à ela, ele abandonou!

Ele foi...
Um cometa que passou
E marcas deixou!


 
(Lílian Neves)

3 de setembro de 2010

Dancing with Stars









 “Tonight I dreamed that we were dancing with the stars!”


(Lílian Neves)

Se o Talkien tivesse escrito Twilight...




… o cinema de Port Angeles teria nome, nome do meio, sobrenome e mais um livro pra contar a historia de quem deu o nome ao cinema.



Edward seria um elfo


… e Jacob seria um Warg.


… Edward perderia uma das mãos na luta com James…


… e morreria…


… e iria para os palácios de Mandos…


….e voltaria vivo, em forma de elfo noldorin…


… e casaria com Bella Tinúviel.


… ao invés de Bella cortar o dedo com papel no começo de Lua Nova, Gollum pularia em cima dela e arrancaria seu dedo.


… Alice faria previsões através potomancia.


… Edward chamaria o anel de noivado de “my precioussss”.


… o Charlie nao seria chefe de policia, seria um cavaleiro de Rohan.


tudo teria nomes em pelo menos 5 línguas.


os vampiros falariam em vampirish e os lobisomens latiriam em lobisomish.


… Bella não se jogaria de um penhasco e sim da Montanha da Perdição.


o nome de Jacob não seria Jacob Black e sim Jacob o Preto.


… a capa do primeiro livro seria um anel manufaturado pelos anões de Belegost e não uma maçã.


… Edward e Bella não subiriam numa árvore, mas no ombro de um ent.


… Charlie apareceria na janela quando Edward tenta entrar no quarto de Bella, bateria uma de suas varas de pesca no chão e diria “YOU SHALL NOT PASS!”.


saberíamos quem é o pai do Embry


… e o avô, a avó, e os parentes até a décima quinta geração anterior.


… Alice teria uma das palantiri restantes.